Vem por aí a criação de 3 mil cargos públicos para atender ao Centrão

1 mês ago
112

Para que serve a pedalada na Lei de Responsabilidade Fiscal

Ultrapassado uma vez o limite da irresponsabilidade, vai-se em frente, é o que ensina a história da maioria dos governos em toda a parte. Aqui, o de Jair Bolsonaro tornou-se useiro e vezeiro nisto pelo menos desde o início do combate aos efeitos da Covid-19.

Tratou a pandemia como gripezinha, prescreveu contra o vírus drogas sem efeito e adiou o mais possível a compra de vacinas. Embora tenha perdido popularidade, Bolsonaro faz questão de não usar máscara e de espalhar fake news sobre a doença.

Foto: Reprodução

O mais recente ato de irresponsabilidade foi o de pedalar a Lei de Responsabilidade Fiscal ao anunciar o rompimento do teto de gastos. O próximo em gestação, segundo a Folha de S. Paulo, será criar cinco universidades para saciar o apetite do Centrão.

O Centrão é insaciável. Mas o professor Milton Ribeiro, ministro da Educação e crítico da abertura de universidades, recebeu ordem para criar cinco novas universidades e cinco institutos técnicos a partir de instituições federais de ensino existentes.

Nada de expansão de vagas de alunos ou da rede física, apenas de cargos, quase 3 mil deles, para comandar o que já funciona na prática. O inchaço da máquina pública virá com um aumento de gastos que pode chegar a R$ 500 milhões por ano.

No caso das universidades, elas estão previstas para Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Espírito Santo e Piauí, o último reduto eleitoral do líder do Centrão e chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP). No caso dos institutos, São Paulo, Goiás e Paraná.

Com o rombo no teto de gastos, não faltará dinheiro para isso e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Nossas redes sociais

Outras notícias

Notícias mais recentes
L
Lava Jato

Segunda Turma do STF derruba bloqueio de bens de Lula em processos da Lava Jato

Ações que tramitavam no Paraná foram anuladas em março, mas juiz federal havia negado desbloqueio de bens. Relator, Edson Fachin votou por manter bloqueio, mas posição foi vencida. A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou nesta sexta-feira (26),...

2
"Mão - Pé- Boca

10 casos de síndrome “Mão – Pé- Boca foram registrados em Anápolis

3
Bolsonaro sobre nova variante: “Brasil não aguenta mais um lockdown”.

Bolsonaro sobre nova variante: “Brasil não aguenta mais um lockdown”

4
Brasil fechará fronteiras para seis países da África

Brasil fechará fronteiras para seis países da África, diz Casa Civil