SP vacina contra Covid 1ª criança do grupo prioritário no país; imunização começa nos postos de saúde da capital na segunda

1 semana ago
189

Menino indígena de 8 anos que faz tratamento do HC foi o primeiro a receber dose pediátrica no Brasil. Início da vacinação no estado ocorreu de forma simbólica na tarde desta sexta (14). Crianças com comorbidade ou deficiência, além de indígenas e quilombolas, são as primeiras.

O governo de São Paulo vacinou contra a Covid-19 a primeira criança do grupo prioritário no início da tarde desta sexta-feira (14).

O indígena Davi Seremramiwe Xavante, de oito anos, que veio para São Paulo fazer um tratamento no Hospital das Clínicas, foi o primeiro a receber o imunizante no Brasil.

Davi mora atualmente na cidade de Piracicaba, no interior do estado, com uma tutora.

Nesta primeira etapa da campanha, serão vacinadas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiência, indígenas e quilombolas. Somente este público soma 850 mil doses.

O pai de Davi, o cacique Xavante Jurandir Seremramiwe participou da cerimônia de forma virtual, direto da tribo no Mato Grosso.

“O meu filho Davi Xavante ser o primeiro a tomar [a vacina] é exemplo para os demais povos indígenas tomem. Que o Ministério da Saúde honre e atualize, para que tenhamos prioridade para nossa criançada. Muito obrigado e que no Brasil a criançada tenha vacina pra todo mundo”, afirmou o cacique Jurandir Seremramiwe.

“Nós temos que tomar a vacina e não esquecer o uso da máscara, o distanciamento. Com certeza a nova geração estará segura quando as aulas voltarem. Elas estarão com saúde e brincando”, disse.

Primeiras crianças

A imunização ocorreu de forma simbólica no Hospital das Clínicas, destinada a um pequeno grupo, exatamente como foi feito pela gestão de João Doria em janeiro de 2021, quando a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, se tornou a primeira pessoa a receber a dose da vacina contra a Covid no país.

A secretaria estadual da Saúde recebeu o primeiro lote de doses nesta manhã e começou a fazer a distribuição para os municípios. O montante, porém, é inferior ao necessário para vacinar todo o grupo prioritário no estado.

Segundo Doria, foram enviadas 234 mil doses da vacina, quantidade que ainda não é suficiente para a imunização de todo o publico alvo, estimado em 850 mil crianças portadoras de deficiência, com comorbidades, quilombolas e indígenas das etnias Guarani que habitam no estado.

Além de Davi Seremramiwe Xavante, também foram vacinadas outras crianças no evento inaugural, como Gianlucca Trevellin, de 9 anos, que tem atrofia muscular espinhal do tipo 1, além de Valentina Moreira, de 6 anos, e Caio Emanuel Oliveira, de 10 anos, que realizaram transplante de rim.

Lorena Cordeiro, de 7 anos, tem Síndrome de Down — Foto: Reprodução/TV Globo

Lorena Cordeiro, de 7 anos, tem Síndrome de Down — Foto: Reprodução/TV Globo

Graziely de Oliveira, de 8 anos, Leonardo Martinez, de 5 anos, Marcelo Gabriel Moreira, de 10 anos, Cauê Henrique dos Santos e Luiz Felipe Barboza, ambos de 11 anos, que possuem síndrome de Down, também receberam a vacinação durante o evento simbólico.

Nos postos de saúde da capital paulista, porém, a vacina só será aplicada a partir de segunda (17), conforme divulgado pela prefeitura. O mesmo deve ocorrer nas demais cidades do estado.

A vacinação será feita de forma escalonada, em ordem decrescente, como ocorreu com a população adulta, mas o governo aguarda o recebimento de doses para divulgar um calendário. Veja como vai funcionar a vacinação infantil.

Gianlucca Trevellin, de nove anos, tem atrofia muscular — Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com a gestão estadual, a capacidade de vacinação do estado é de 250 mil crianças por dia, podendo este número ser até superior de acordo com a demanda das famílias paulistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Nossas redes sociais

Outras notícias

Notícias mais recentes
1
1 mil chaves Pix

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos. Cerca de 160,1 mil clientes da Acesso Soluções de Pagamento tiveram dados das chaves Pix vazadas, informou hoje (21) o Banco Central (BC). Esse foi o segundo vazamento de dados desde o lançamento...

2
diz

Santander é condenado a pagar R$ 15 mil a cliente negro obrigado a ficar de cueca para entrar em agência; ‘fui vítima de racismo’, diz

3
Contribuição ao INSS muda em fevereiro: saiba quanto você vai pagar

Contribuição ao INSS muda em fevereiro: saiba quanto você vai pagar

4
Em Davos

Em Davos, Guedes diz que há espaço para expandir políticas contra onda da Covid