Roberto Naves e Siqueira promove um verdadeiro desmonte da educação pública em Anápolis.

2 semanas ago
555

Direito social: O Centro de Educação Unificado vem sofrendo com o descaso, e a falta de compromisso por parte do prefeito municipal. Unidade que atende crianças e jovens de bairros como Filostro Machado, Jardim Itália, Morada Nova foi esquecida por Naves.

Os CIEPs, Centros Integrados de Educação Pública, popularmente apelidados de Brizolões, materializam um projeto educacional de autoria do antropólogo Darcy Ribeiro, que os considerava “uma revolução na educação pública do País”. Implantado inicialmente no estado do Rio de Janeiro, no Brasil, ao longo dos dois governos de Leonel Brizola (1983 – 1987 e 1991 – 1994), tinha como objetivo oferecer ensino público de qualidade em período integral aos alunos da rede estadual. Esse modelo de educação se espalhou pelo país, e em cada região ganhou um novo nome, mas a fórmula é a mesma, oferecer educação regular, juntamente com formação humana, esportiva, artística e profissional no contra turno. Em Anápolis foi criado um projeto educacional nesses moldes, que infelizmente vem sendo destruído pelo empresário da educação, Roberto Naves e Siqueira. O Centro Educacional Unificado Filostro Machado (CEU) é equipamento público voltado à educação criado pela Secretaria Municipal de Educação de Anápolis ainda na gestão do Partido dos Trabalhadores. Seu programa articula os equipamentos urbanos públicos dedicados à educação infantil e fundamental aos dedicados às práticas esportivas, recreativas e culturais cotidianas. O programa vai ao encontro do que preconiza, a meta 6 do Plano Nacional de Educação, que estabelece que é preciso “Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento) dos (as) alunos (as) da educação básica.”
Porém, Anápolis está cada vez mais distante dessa meta.

De acordo com fontes ouvidas pelo blog, a prefeitura está retirando os educadores que promovem as ações educativas, culturais, e sociais do contra turno, num verdadeiro desmonte do CEU Filostro Machado. Para tentar barrar a ofensiva destrutiva de Roberto Naves e Siqueira, os trabalhadores estão articulando um movimento para falar com a secretária de Educação, Eerizania Lobo, para a próxima quarta-feira, 24. A equipe até o momento, apenas se reuniu com o número 2 da secretaria, o senhor Geraldo Lino. Nos bastidores, conforme apurado, Lino é que vem dando as cartas, na pasta da educação. “Eerizania não passa de uma rainha da Inglaterra, ela veio com uma missão, dourar a pílula, afinal ela é professora efetiva, para que haja uma gradual privatização da educação no município.”, declarou uma fonte do gabinete da secretária. Eerizania Lobo já afirmou que pretende implementar o voucher na Educação Infantil. Ainda segundo a fonte, “Geraldo Lino é um gerentão, não acontece nada na Educação atualmente, sem passar pelo crivo dele.” No meio desse pandemônio privatista, estão os servidores, que até o momento contam apenas com as suas próprias forças. “Precisamos da ajuda de todos para manter o CEU funcionando. Pedimos apoio à Câmara Municipal, assim como ao Conselho Municipal de Educação, e também ao Ministério Público, Anápolis não pode aceitar o fim desse modelo de educação.”, alerta o educador.

Fonte: Portal de Goiás

Foto reprodução
Foto reprodução
“Geraldo Lino/Foto reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Nossas redes sociais

Outras notícias

Notícias mais recentes
2
2° Sgto Adenir Pereira

SARGENTO DE COLÉGIO MILITAR DE ANÁPOLIS FALECEU AOS 49 ANOS E GEROU COMOÇÃO DE AMIGOS E ALUNOS

Faleceu na manhã desta segunda-feira (08) o 2° Sgto Adenir Pereira, 49 anos, ele trabalhava no Colégio Estadual da Polícia Militar Dr. César Toledo, em Anápolis. Adenir estava prestes a completar os 50 anos, pegou alguns dias de atestado por...

2
A Praça é Nossa

Kleber Lopes morre de covid aos 39 anos; humorista fazia ‘A Praça é Nossa’

3
(ex-Ibope)

Só Lula poderia superar Bolsonaro em 2022, diz pesquisa

4
IFG Anápolis se destaca em ações de combate a pandemia

IFG Anápolis se destaca em ações de combate a pandemia