O ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais, 41 anos de idade, foi condenado a 35 anos e 11 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática de quatro crimes de estupro de vulnerável envolvendo três mulheres que eram suas pacientes. A sentença foi proferida pelo juiz de Abadiânia, Marcos Boechat.

Nicodemos também foi condenado a pagar indenização por danos morais a duas das vítimas, no valor de R$ 20 mil para cada uma. O ginecologista teve também negado o direito de recorrer em liberdade, razão pela qual segue em prisão preventiva. Mas poderá recorrer da sentença.

SEJA SÓCIO REI AGORA!

Com informações do Tribunal de Justiça de Goiás

Foto: Reprodução Record

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.