O Ministério da Saúde corre contra o tempo para tentar cumprir amanhã um desejo, talvez até uma obsessão, de Jair Bolsonaro: editar uma portaria mudando o status da Covid-19 de pandemia para endemia. Bolsonaro tem pressionado o ministro Marcelo Queiroga para tomar tal decisão. Seu objetivo é o de anunciar a alteração num dia simbólico para ele, o 31 de março, o dia do golpe de 64. Queiroga define hoje se cede ao desejo do presidente.

Assim, por exemplo, a Covid deixaria de ser tratada como uma emergência de saúde pública e o uso de máscaras, por exemplo, poderá ser relaxado.

A ideia do governo é anunciar amanhã junto a um pacote de revogações de medidas restritivas em vigor desde 2020 por causa da Covid. O revogaço de portarias relacionadas à Covid-19 prevê derrubar a obrigatoriedade de uso de máscaras em ambientes fechados e também abolir a proibição de venda de insumos ligados à pandemia para o exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.