O deputado estadual Antônio Gomide cobrou na tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 29, responsabilidade do Governo de Goiás para com os pacientes portadores de lábio leporino e lábio-palatal, bem como com suas famílias, por conta da desestruturação do Centro de Reabilitação que funcionava no desativado Hospital Materno Infantil.

Gomide destacou que a Secretaria de Saúde fez o compromisso de transferir este núcleo de atendimento para o novo Hospital da Criança e do Adolescente, o que, segundo o deputado, não aconteceu. “Transferiram o hospital e não levaram o atendimento para lá, tornando-o precário”, citou.

O deputado pediu a reestruturação da atenção a esses pacientes e suas famílias. “Conhecemos o trabalho e sabemos o quanto é necessário o acolhimento das crianças com fissuras labiais. O Governo não pode interromper um atendimento de 30 anos e que atende mais de 800 pessoas”, defendeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.