Sem definir pré-candidatura, José Eliton dá passos para ampliar “frente democrática” em Goiás

Recém filiado ao PSB,o ex-governador de Goiás, José Eliton voltou ao campo eleitoral propondo articular as legendas progressistas em solo goiano e foi a São Paulo ter agendas com lideranças nacionais. O encontro desta quarta-feira (06/04) foi com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB). Ambos prometem fazer dobradinha presidencial nas eleições que se avizinham.

“Na agenda uma análise sobre o momento político no Brasil e em Goiás. Falamos da importância da defesa intransigente da Democracia, da necessidade de estabilidade econômica, de frear a inflação, de garantir inclusão social, de respeito, tolerância e pacificação política da nação”, escreveu numa rede social. Na foto, o trio de políticos. “Comungamos da visão da importância do diálogo político e da formação de uma frente ampla em defesa desse projeto em Goiás e no Brasil”, complementou.

Ainda sem definir sobre a pré-candidatura ao Governo de Goiás, José Eliton segue dizendo que não teria dificuldade em tomar frente ao processo eleitoral, mas que no momento, quer articular para unir os campos progressistas no estado e consolidar a chamada “frente ampla”, composta por legendas, entidades e organizações democráticas. 

Apesar disso, já teve conversas com o pré-candidato do PT, em Goiás, Wolmir Amado e participou do processo final de formatação de chapas para deputados estaduais e federais que o PSB organizou. Sua boa relação com o PSDB, a qual foi filiado pelos últimos sete anos sendo eleito vice-governador na chapa com Marconi Perillo, levanta as expectativas que os tucanos também participem desse processo. Eliton diz que, se depender dele, os tucanos irão levantar voos junto com os socialistas.

SEJA SÓCIO REI AGORA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.