Após a gestão municipal da cidade de Goiás decidir pela retomada da obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados, o município de Pirenópolis no Vale do São Patrício também estuda a necessidade da medida.

O recuo se dá em um cenário de alta dos casos da Covid-19, que estão em tendência de aumento há três semanas quando são observados os dados estaduais. Há a indicação, porém, de que a decisão da antiga capital e análise que está em curso em Pirenópolis são questões até o momento pontuais.

Em nota encaminhada nesta segunda-feira (23), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirma que mantém as orientações de documento que indica a necessidade do item de proteção apenas entre a população vulnerável e aqueles com sintomas ou com casos confirmados da Covid-19.

Os números da doença estão em crescimento constante há três semanas. Na comparação entre a penúltima semana de abril com a segunda semana deste mês, período mais próximo com dados mais consolidados, os registros de infecções triplicaram.

Enquanto entre os dias 17 e 23 de abril foram 1,2 mil casos, entre os dias 8 e 14 deste mês o montante subiu para 3,8 mil. A decisão da prefeitura da cidade de Goiás levou em consideração tanto o aumento de casos como a expectativa pelo maior fluxo de turistas, já que o município recebe o Festival Internacional de Cinema (Fica) a partir desta terça-feira (24).

De acordo com o prefeito Aderson Gouvea, as notificações estavam praticamente zeradas, mas ao notar um crescimento, a testagem foi ampliada com o intuito de identificar os casos e tomar as medidas necessárias.

“Não há nada alarmante.

Felizmente nossa vacinação tem sido muito eficaz. As atividades econômicas funcionam normalmente”, diz Aderson em vídeo publicado nas redes sociais dele. O decreto sobre o uso de máscaras em locais fechados segue em vigor até pelo menos o dia 7 do próximo mês.

A prefeitura de Pirenópolis informou que a possibilidade da retomada do uso de máscara está sendo analisada. *Jornal do Vale.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.