Integrante da Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Alego, o deputado estadual Antônio Gomide fez parte da mesa dos trabalhos da audiência pública realizada na manhã desta segunda-feira, 11, que debateu fatos críticos levantados no Fórum Goiano de Educação de Jovens e Adultos (EJA), sobretudo com relação ao EJA-TEC.

Gomide, que também presidiu a audiência, citou que a modalidade de ensino à distância na forma remota não deve ser privilegiada em detrimento à modalidade presencial. “A tecnologia deve vir para acrescentar, não para não substituir”, comentou. Para Gomide, um dos problemas da modalidade é a questão da dificuldade de acesso, sobretudo nas cidades do interior.

Em sua fala, o deputado levantou a questão da diminuição das turmas de Educação de Jovens e Adultos. “Temos um dado que de as turmas EJA foram reduzidas de 418 para 229. Não tem sentido diminuir essas turmas. É sacrificar as regiões e as cidades”, pontou. Por fim, Gomide destacou a importância da audiência. “É com as várias opiniões que vamos construir uma política de Educação mais efetiva, sobretudo na Educação de Jovens e Adultos”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.