A obra do Centro de Convenções de Anápolis foi a pauta de alerta levantada pelo deputado estadual Antônio Gomide nesta terça-feira, 12, na Assembleia Legislativa. Deputado de Anápolis e presidente da Comissão de Obras e Serviços da Alego, Gomide citou os prejuízos, sobretudo econômicos, que Anápolis e Goiás vêm sofrendo ao longo de quatro anos, desde 2018, quando o espaço foi inaugurado.

A não funcionalidade do Centro de Convenções de Anápolis é assunto recorrente na Imprensa Goiana. Gomide cita que publicações recentes demostram o descaso com o local. “Fechado desde 2018. O espaço foi inaugurado e o Estado nunca assumiu a postura de cumprir o seu papel de dar função ao local, que poderia ser um benefício na área da realização de grandes eventos”, disse.

Gomide também lembrou que a única movimentação que o Governo fez em relação ao CCA não avançou. “Disseram que ali seria o Centro de Excelência de Tecnologia Ferroviária, mas, até então, nada”, afirmou.

O deputado entende que instalada na área estratégica e privilegiada do Daia, a obra poderia ser uma referência para o Setor Produtivo. “Hoje, em 2022, não temos nenhuma perspectiva de vermos aberto aquele Centro de Convenções. Por isso, queremos alertar o governador da importância daquele espaço, da importância econômica, para a área de eventos, cultural, para que Anápolis e Goiás sejam referência em termos da realização de eventos”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.