“Eles conseguiram construir uma ideia de que foi o roubo da Petrobras que trouxe prejuízo”, afirmou o provável candidato à Presidência

Rio de Janeiro – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou de um evento com petroleiros no Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (29/3). A discussão central da reunião foi a política de preços da Petrobras, a qual o político afirmou que pretende mudar, além de investir em refinarias para que o país se torne autossuficiente em petróleo

Em seu discurso, o provável candidato à Presidência citou uma briga de narrativas sobre a companhia. “Eles conseguiram construir uma ideia de que foi o roubo da Petrobras que trouxe prejuízo. O que fizeram com a Petrobras foi crucificar a mais importante empresa que nós tínhamos no Brasil”, disse.

“Hoje, para defender a Petrobras, é preciso construir um discurso para a pessoa que está cozinhando com lenha na calçada, porque não tem gás, para que ela perceba que aquela luta é dela”, disse.

Lula também censurou Jair Bolsonaro. “Não adianta ficar assistindo a um jogar a culpa em quem não tem. A culpa é efetivamente do presidente e da direção de Petrobras”, completou, sobre o alto preço do combustível.

O político criticou a possível venda da Eletrobras, defendeu que Eletrobras e Petrobras são peças importantes para a soberania do Brasil e apostou na energia limpa. “Nós temos que lembrar que esse é um país com potencial de energia limpa tão extraordinária, que não devemos nada a ninguém. Você tem energia eólica, energia solar, energia de biomassa, energia hídrica. É só a gente se adequar”, analisou.

Lula com Gleisi Hoffmann (E), presidente nacional do PT, e Marcelo Freixo (C), candidato ao governo do Rio pelo Psol
Lula com Gleisi Hoffmann (E), presidente nacional do PT, e Marcelo Freixo (C), candidato ao governo do Rio pelo PsolAline Massuca/Metrópoles
Ex-presidente atento ao debate sobre o preço dos combustíveis no Brasil
Ex-presidente atento ao debate sobre o preço dos combustíveis no BrasilAline Massuca/Metrópoles
Lula em debate sobre petróleo e combustíveis em evento no Rio de Janeiro, 29/03/2022
Ex-presidente Lula participou de um evento para falar de combustíveis no Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles


O político criticou a possível venda da Eletrobras, defendeu que Eletrobras e Petrobras são peças importantes para a soberania do Brasil e apostou na energia limpa. “Nós temos que lembrar que esse é um país com potencial de energia limpa tão extraordinária, que não devemos nada a ninguém. Você tem energia eólica, energia solar, energia de biomassa, energia hídrica. É só a gente se adequar”, analisou.
Lula apontou ainda para a importância do investimento em refinarias: “Esse país precisa ter novas refinarias ou pegar as que estão velhas, sucateadas, e tentar fazer uma renovação. Fazê-las produzir mais, melhorar a qualidade do combustível que produzimos e fazer novas. Por que? Porque o Brasil tem que ser exportador de derivado de petróleo, o Brasil não precisa comprar petróleo cru”, afirmou.

Participaram da reunião representantes da Federação Única dos Petroleiros (FUB), ex-diretores da Petrobras, a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, assim como os políticos Lindbergh Farias, André Ceciliano e Marcelo Freixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.