O vocalista, Lucas, gritou “fora, Bolsonaro!” no microfone na tarde deste domingo, enquanto os telões mostravam a mesma frase

Na abertura do último dia de Lollapalooza, na tarde deste domingo (27), a banda Fresno desafiou a decisão monocrática do ministro Raul Araujo, do Tribunal Superior Eleitoral, de proibir manifestações políticas no festival.

O vocalista, Lucas, gritou “fora, Bolsonaro!” no microfone quando o quarteto começava a tocar “Fudeu!!!”, no momento em que a letra dizia: “E o presidente, basicamente quer te exterminar. E o ideal fascista já conquistou teu núcleo familiar. Fudeu!”. A mesma frase foi exibida nos telões (veja o vídeo abaixo).

A decisão de Raul Araujo atendeu a um pedido do PL, partido de Bolsonaro, que acusou o festival de música internacional – que acontece no Brasil desde 2011 – de propaganda eleitoral antecipada.

A cantora Pabllo Vittar, que exibiu uma toalha de banho com a imagem do ex-presidente Lula, também foi alvo da ação. Emicida foi outro artista a se manifestar politicamente durante o evento, que acontece em São Paulo neste final de semana.

A cantora pop Anitta debochou do valor da multa para o artista que se manifestar politicamente – R$ 50 mil – e chamou a decisão de “censura”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.