Uma advogada conta recebeu R$ 101,4 mil por engano, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Jéssica Martins Cortes, de 28 anos, explica que o dinheiro chegou em duas transações de PIX. Na hora que abriu o aplicativo do banco no celular, a advogada disse que ficou assustada. Após ver de onde veio o dinheiro, ela disse que o devolveu.

“Eu estava esperando R$ 14 mil, mas quando eu recebi a notificação e apareceu o valor eu olhei e falei: ‘Meu Deus, está errado’. Assustei. Eu abri o aplicativo e vi que era R$ 100 mil, mesmo. Vi que tinha sido uma seguradora e pensei que alguém fosse entrar em contato comigo”, disse. A advogada explicou que uma cliente dela estava com um processo contra esta seguradora e, durante a ação, foi feito um acordo entre as partes e a empresa ficou de pagar cerca de R$ 14 mil à cliente de Jéssica até o dia 22 deste mês.

No entanto, antes desta data, a advogada recebeu um primeiro PIX, no dia 4 de março, no valor de R$ 100 mil. Como o valor chegou em uma sexta-feira durante a tarde e ela iria viajar no fim de semana, ela disse que aguardou até que alguém da seguradora entrasse em contato com ela.

Quatro dias depois, em 8 de março, Jéssica recebeu uma segunda transação vinda da seguradora, desta vez, com R$ 1,4 mil.

Foto: Reprodução

Após isso, a advogada disse que entrou em contato com a empresa, por um e-mail enviado à ouvidoria e, após alguns dias, recebeu uma ligação de um funcionário pedindo mais informações sobre o caso e perguntando qual o valor e que dia teria sido o depósito.

“Eu respondi por e-mail mandando todas as informações. Passaram mais alguns dias e nada de resposta e eu precisava de um retorno, até porque eu precisava passar o dinheiro para a minha cliente e o prazo acabava no dia seguinte. Daí, eles me responderam falando que realmente tinha sido um erro e me passaram a conta para eu fazer a devolução”, disse.

Depois de conseguir esclarecer a situação com a empresa, Jéssica conta que ficou combinado que ela devolveria R$ 87,4 mil para, com a diferença, eles quitarem o valor do acordo que ficou combinado entre a cliente dela e a seguradora.

“Eu devolvi R$ 87,4 mil, pois o restante foi abatido do acordo. Só que a devolução eu só consegui fazer para eles na última quinta-feira [dia 24], porque eu tive que alterar meu limite no banco para fazer essa transferência”, contou. Após conseguir enviar o dinheiro para a empresa, ela disse que um funcionário a ligou e agradeceu pelo seu gesto de honestidade.

“Eu estava até com medo de andar com tanto dinheiro na minha conta, mas depois um funcionário me ligou agradecendo por ter devolvido o valor e me relatou quefoi um erro que ninguém viu. Honestidade vem acima de tudo. O que a gente não quer para a gente, a gente não vai fazer para o outro”, disse. O g1 entrou em contato com a seguradora, por e-mail enviado às 17h41 de segunda-feira (22), para saber se empresa tem alguma nota de posicionamento em relação a esse caso e se eles tinham percebido algum equívoco nesta transferência e aguarda retorno.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.