A verdade secreta sobre o real motivo da greve dos médicos anapolinos

2 semanas ago
577

Cidades: Profissionais médicos da rede pública de Anápolis prometem cruzar os braços a partir das quinta-feira, 14 de outubro. Enquanto fazem um discurso embaidor nas redes sociais, nos bastidores a história é outra e a greve é chamada de “greve do ponto”.

Foto: Divulgação

A pandemia de SarsCov 2 fez com que o mundo valorizasse ainda mais os profissionais médicos e cientistas. Profissionais médicos e cientistas sérios obviamente, pois assim como em todas as áreas, a medicina também tem pessoas negacionistas, que deram alarde as teorias conspiratórias e defenderam medicamentos sem eficácia cientifica comprovada. O caso envolvendo a Prevent Senior em São Paulo, ilustra bem isso e as consequências da ação criminosa serão encaminhadas para o Ministério Público daquele estado. Mas voltando para o nosso quintal, nós tivemos acesso aos pontos alegados pelos médicos anapolinos, do porquê da greve programada para a próxima quinta-feira, 14, na rede pública de saúde de Anápolis.

Uma fonte, que pediu sigilo absoluto, nos confidenciou que por de trás dos 20 pontos alegados para a greve, 19 itens são uma cortina de fumaça, para enganar a população anapolina. Itens como reformas de unidades, modernizações e ampliações estão ocorrendo por toda a cidade, a despeito do maior investimento já realizado na área da saúde na história do município. Porém, o verdadeiro motivo da greve seria a obrigatoriedade do registro do ponto eletrônico, a ser implementado pela Secretaria de Saúde. Essa motivação nada republicana, ganhou nos grupos de mensagens de aplicativos dos médicos a jocosa alcunha de “greve do ponto”.

Greve do ponto

É isso mesmo leitor, os médicos irão cruzas os braços, porque não querem registrar o ponto como todos os outros servidores da prefeitura, como os professores, os funcionários do Rápido e de outros departamentos do funcionalismo público, por exemplo. Vale lembrar que o registro do ponto vai ao encontro do que exige a legislação e órgãos de controle, além é claro do próprio Ministério Público. Mas se o registro do ponto é obrigatório para todos os servidores da prefeitura, por que não seria para os médicos? A resposta vem da boca da nossa fonte, “muitos colegas têm no serviço público um “bico”, é digamos um extra, o trabalho principal deles são os serviços particulares que eles mantêm em seus consultórios ou na rede privada.

Conheço uma pessoa que vai lá na unidade de saúde e fica 30 minutos, atende correndo as pessoas, só para ir para o escritório dela atender os pacientes particulares. Se houver o ponto eletrônico ela não poderá fazer mais isso. ”, denuncia a nossa fonte.

Fonte: Portal de Anápolis

3 thoughts on “A verdade secreta sobre o real motivo da greve dos médicos anapolinos

  1. Reportagem mentirosa e pobre em termos de ortografia. Nunca vi um médico na Atenção Primária à Saúde que ficasse só meia hora no trabalho. A pessoa que publicou essa horripilância nunca deve ter ido a uma UBS. Os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem não batem ponto pois NÃO são efetivos, são apenas credenciados, recebem por produção (que no caso é contabilizada por carga horária, ou seja cada período trabalhado equivale a uma parte do salário, logo é impossível não ficar no local de trabalho e ainda assim receber salário). Quem é credenciado não tem direito a férias, 13° e nem remuneração em dias não trabalhados com atestado médico. Uma vergonha

  2. Oohhhh. Impressionante como que em pleno 2021, na era da informação, ainda vemos reportagens que vão contra a verdade e os princípios da imprensa! Como algumas reportagens são vergonhosas! Voz livre para imprensa as vezes ocasiona isso. Qualquer um redige e conta o que quer sem compromisso com a língua portuguesa, com o ”leitor” e com a verdade. Ainda bem que não é o caso desta! Excelente reportagem! Parabéns pela reportagem exemplar, bem distante destas que como supracitado, deturpam as características da boa imprensa!

  3. Uma lástima em cima de um assunto onde faço somente um questionamento, por que a prefeitura não assume verdadeiramente seu papel de administrador e assume suas responsabilidades, tem varias unidades de Saúde com quase 01 ano sem médico qual a finalidade? Quem perde é somente a população que precisa. Isso é falta de respeito e má gestão do dinheiro público. Sem contar com os diversos cabides dentro das repartições. Fiquem de olho. Algo está errado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Nossas redes sociais

Outras notícias

Notícias mais recentes
A
Aviões da FAB

Cocaína em aviões da FAB: traficantes tramaram morte de testemunhas

Os investigados se encontraram na casa de Marcos Daniel, o Chico Bomba. A mansão é avaliada em R$ 4 milhões Uma mansão localizada no Lago Sul (foto principal), região nobre de Brasília, serviu de palco para uma reunião macabra de...

2
Esposa

Após polêmica, mulher de Zé Vaqueiro promete abrir o jogo sobre sogra

3
BBB21

Juliette recebe 2ª dose da vacina contra Covid-19 e celebra a ciência

4
Ana

” Muita gente viu um clarão na capela”, diz esposa de pastor que prometeu resucitar